Reflexões Sobre Sexualidade, Reprodução E Paternidade Em Estudantes Universitários No México

Blog

Reflexões Sobre Sexualidade, Reprodução E Paternidade Em Estudantes Universitários No México 1

Reflexões Sobre Sexualidade, Reprodução E Paternidade Em Estudantes Universitários No México

por sua vez, a sexualidade e a reprodução foram fortemente influenciadas pelo sistema de organização genérico. É interessante abordar as relações de gênero, construções e estereótipos culturais pela configuração da sexualidade, reprodução e gravidez, o que significa ser mãe ou pai. A procura sobre a paternidade foi incorporado como quota da agenda dos estudos feministas, de gênero, das masculinidades, da sociologia da família, e das políticas públicas.

As práticas e significados ante os quais se vive e exerce a paternidade integram aspectos relacionados com o poder genérico na ligação de casal. Isso adiciona a vontade dos filhos e a maneira em que estes se absorvem no projeto de existência. No México, Nava (1996), Rojas (2000), Jiménez (2001) e Salguero (2002) concordam que ser pai é um caso que muda radicalmente a existência. Para alguns entrevistados a decisão de ter filhos faz cota do projeto de existência que irão montando com o casal, significa uma responsabilidade, todavia bem como é uma experiência emocional, aprendizagem durante a vida e que gostam.

De Jesus e Cabelo (2011) investigaram a vivência e o significado da paternidade na trajetória de existência de homens jovens no estado de Monterrey, no México. Seus resultados notabilizam que o tipo de conexão familiar se torna qualquer coisa fundamental influenciando o interesse dos jovens pra prosseguir seus estudos, o que foi afiliado com a gravidez de um casal, levando-os a “normalizar” a gravidez. Até há relativamente pouco tempo, no brasil, a idéia predominante em torno dos estudantes que cursam o ensino superior era a de que são adolescentes privilegiados em termos sociais, económicos e culturais. Comumente, a cobertura, a nível de licenciatura calcula-se o intervalo etario de dezenove a 23 anos de idade.

Quer dizer dessa maneira em razão de se considera que essas idades são as “normais” para que os jovens estudem uma licenciatura. Enfrentamos várias e complexas maneiras de ser jovem universitário. Com apoio no mostrado, interessa-nos indagar como absorvem a vivência da sexualidade, o emprego de contracepção e como enfrentam a notícia de gravidez.

Isto não só não é óbvio, no entanto que é muito mais complexo e desigual do que se poderia imaginar. O presente serviço tem como intuito indagar a vivência da sexualidade, reprodução e paternidade na trajetória de existência de estudantes universitários. Faz cota de projeto mais vasto sobre isso sexualidade, reprodução e paternidade em jovens da Faculdade de Estudos Superiores Iztacala da UNAM e da Universidade Pablo de Olavide, em Sevilha, Espanha. Integra os eixos de reflexão dos projetos “Significado e vivência da maternidade e da paternidade na trajetória de vida de estudantes universitários” (RN306813) e do Projeto ibero-Americano pro Estudo Sociohistórico das Sexualidades.

Incorpora uma metodologia qualitativa, já que permite entender a fundo os fenômenos sociais, descobrir a rede de relações que exercem parcela das significações, valores e práticas das mulheres e dos homens. Reconhece a complexidade das estruturas sociais e o papel de agência dos indivíduos no recurso de construção de identidade. Permite encostar e explorar a lógica de o contrário, o inovador e o “outro”; recupera o cultural e o questionamento da ordem existente como seriam os discursos e as práticas em volta dos estereótipos masculinos e a paternidade.

  • 2 A vida e a obra animalística
  • 2 vezes Campeão da NBA: 2009 e 2010
  • 217 entretanto, o que fez
  • 20 Colaboração em postagem a Frente de Libertação Animal
  • #um javi-1986
  • quatro Ocidente moderno

A estratégia de procura incorporou entrevistas em profundidade. Neste serviço, incluem-se somente as informações de dois estudantes homens: André e Fernanda, quem cursando o terceiro semestre da graduação de Psicologia da Faculdade de Estudos Superiores Iztacala, localizada no Estado do México. Ambos de 24 anos de idade, vivendo como filhos de família na casa de seus pais, que assumiam os custos económicos ao longo do teu período escolar.

O grau socioeconômico das famílias é meio, lhes permite cobrir as necessidades de casa e transporte, mas bem como a observar a um concerto de música, festas com amigos, ou uma atividade da cultura juvenil. Nos interessa recuperar as experiências e significados sobre as experiências dos adolescentes universitários que diz respeito à tua vivência da sexualidade, reprodução e paternidade sem a pretensão de estabelecer generalizações, contudo reunir a reflexão partilhada através da voz dos participantes. Uma vez realizadas as entrevistas, procedeu-se à transcrição e análise de fatos.

Uma primeira fase correspondeu às múltiplas leituras pra proceder à codificação aberta, à observação e fragmentação da dica para organizar o objeto. A segunda etapa envolveu a organização da informação para discernir conceitos e criar categorias que nos permitissem entrar em contato com o detalhe teórica, e proceder à observação de tema e visão temática.

No caso de estudantes de Psicologia entrevistados, o plano de estudos não contempla curricularmente disciplinas ou cursos sobre sexualidade, o que é contraproducente no modo de criação universitária. André e Javier apontam que podem, por vezes, falar sobre a sexualidade em alguma obediência de clínica ou educacional, mas de modo geral, já que não faz divisão das temáticas das disciplinas ou dos programas acadêmicos.